O cenário da educação superior brasileira é não somente desafiador, mas também altamente competitivo. Sendo assim, é necessário enxergar a IES não apenas como um meio de revolucionar a vida dos estudantes, mas também como uma empresa que precisa se atentar a todos os aspectos de seu negócio. Inclusive o marketing educacional, que é um meio de chamar a atenção dos potenciais alunos.

A ciência de “vender” as qualidades de um produto e convencer o público de que sua marca oferece a melhor solução para determinada necessidade é a chave do marketing. No ramo da educação, esses preceitos podem ser igualmente aplicados, afinal, a IES tem uma imagem a consolidar e produtos — ou seja, cursos — para vender.

De acordo com uma pesquisa realizada a partir da parceria entre duas empresas de marketing brasileiras, a Rock Content e a Resultados Digitais, em 2016, mais de 66% das IES participantes da pesquisa investiam em marketing offline e cerca de 81% dedicavam esforços também nos meios digitais, com o principal objetivo de captar alunos frente ao novo perfil de consumidores.

Ou seja, o marketing educacional é uma estratégia importante para refletir a qualidade acadêmica da instituição e atrair estudantes.

Neste post, apresentaremos algumas soluções para que a gestão da sua IES também aposte nisso. Confira!

Avaliar a imagem da IES perante o mercado

Em um paralelo com outros setores, podemos dizer que a retenção de alunos é similar à fidelização de clientes. É por isso que a reputação de uma marca está diretamente ligada ao desempenho de uma IES em avaliações e às taxas de permanência nos cursos de graduação.

Se a intenção é conseguir bons resultados, a gestão precisa se dedicar a aspectos como segmentação de público (para melhor direcionamento de esforços), fortalecimento da presença digital, capacitação docente e acompanhamento constante de indicadores.

O primeiro passo, portanto, para incorporar o marketing educacional à sua IES é conhecer bem a imagem da instituição no mercado, levando em conta questões como:

  • O que faz um aluno escolher minha instituição de ensino e não outra?
  • Quais são meus pontos fortes e fracos?
  • O corpo docente e as políticas educacionais adotadas correspondem aos valores da IES?
  • Qual é a expressão das novas tecnologias e o comprometimento com a inovação no cenário educacional?

Com um apanhado de informações a respeito da situação atual da sua instituição, é possível fomentar a discussão a respeito das melhores alternativas para a captação de alunos e a construção de uma reputação significativa.

Reconhecer seus pontos fortes

Essa parte é muito importante para explorar aspectos que podem ser decisivos na hora de atrair o público. Por isso, uma dica é investir em uma consultoria educacional que contribua para a construção de um panorama com as potencialidades e fragilidades da instituição.

Tendo em mãos um compilado de pontos fortes para explorar, você consegue direcionar a sua estratégia de marketing educacional e evidenciá-los. Mais do que isso, você dedica táticas e ferramentas à promoção da melhoria em pontos que merecem atenção.

Lembre-se de que o perfil de consumidor mudou e, com o avanço da internet e a facilidade no acesso à informação, o poder de decisão nas mãos do público é enorme. Dessa forma, de nada vale mascarar falhas e vender dados ilusórios. Os resultados serão muito mais significativos quando advirem de cenários consistentes.

Definir os objetivos de marketing

Agora que você já sabe qual é a situação da sua IES frente ao mercado e quais são seus pontos fortes e fracos, é possível definir os objetivos da aplicação do marketing educacional. Alguns caminhos possíveis são:

  • enaltecer a imagem da instituição;
  • reduzir a taxa de evasão escolar;
  • captar mais alunos ingressantes;
  • ganhar posição de destaque em rankings de desempenho acadêmico;
  • alcançar melhores balanços financeiros etc.

Você pode ter um objetivo principal e outros secundários. O importante é desenvolver um planejamento e, em seguida, partir para a etapa de elaboração de metas mensuráveis, com prazos de concretização.

Planejar estratégias e atrair os alunos

Independentemente do motivo que leve a gestão da sua IES a buscar o investimento em marketing educacional, o foco de uma empresa voltada para o ensino superior deve ser sempre o da captação e manutenção do corpo de alunos. Afinal, eles são os motores que permitem todo o funcionamento da instituição.

Veja algumas sugestões de como atrair mais estudantes.

Segmentar e entender o público

Para ter um bom fluxo de captação de alunos e orientar seus esforços de maneira precisa, evitando perda de investimento ou de tempo, o primeiro passo é conhecer o público-alvo.

Sabendo qual é o grupo específico de pessoas que você deseja atrair à sua IES, fica mais fácil elaborar estratégias certeiras. Assim, você consegue definir não somente as táticas mais adequadas, mas também o momento ideal para aplicar cada uma.

Fazer um planejamento de conteúdo

Promover a otimização da matriz curricular a fim de satisfazer os anseios e as necessidades dos estudantes é uma ótima prática, e pode funcionar como estratégia de marketing. Afinal, esse tipo de cuidado pode ser de grande importância para gerar um ambiente no qual o engajamento de alunos aconteça de forma espontânea e genuína.

Por isso, o currículo de um curso deve ser completo e oferecer disciplinas que garantam um aprendizado aprofundado. No entanto, também é interessante prezar pela flexibilidade ao montar as grades, para que o estudante se sinta protagonista em todas as etapas da formação.

Dar importância à reputação da universidade

Nada mais efetivo para a promoção da sua instituição do que a própria reputação da universidade. Quanto mais reconhecida for a IES, mais significativa será a captação de alunos. Afinal, parte importante do que leva alguém a optar por uma ou outra instituição é a credibilidade no meio acadêmico.

Isso se relaciona ao que falamos anteriormente a respeito do engajamento dos estudantes. Uma dinâmica na qual há interesse tanto dos gestores em promover boas condições de ensino e do corpo docente em proporcionar ótimas aulas, quanto dos estudantes em vivenciar ao máximo a experiência da graduação, reflete de forma muito positiva no marketing educacional — já que a promoção virá de dentro.

Reforçar a presença digital

Certifique-se de estar presente nos principais canais de comunicação. Nas redes sociais, invista em conteúdos que gerem valor para os estudantes atuais e também para os potenciais alunos.

Além disso, vale fazer uso do e-mail marketing, produzir vídeos promocionais, disponibilizar o atendimento da secretaria via WhatsApp etc. Essas são apenas algumas sugestões de estratégias que podem ajudar a IES a captar e engajar os estudantes.

Investir em novos métodos e tecnologias

inovação na instituição de ensino superior por si só garante credibilidade. Até porque o avanço da tecnologia é um fato inegável, e estar na vanguarda de ideias confere à IES uma imagem bastante positiva, especialmente se for levado em conta o perfil das novas gerações.

É fundamental que as estratégias estejam sempre relacionadas a projetos, ideias, conhecimentos e recursos modernos, com o objetivo de potencializar ainda mais a efetividade dos mecanismos de promoção da instituição e de seus cursos, não só em se tratando dos recursos digitais, mas também de ideias inovadoras para levar à sala de aula.

Outras dicas são: investir nas mídias sociais, fomentar o trabalho colaborativo por meio de aplicativos e plataformas virtuais, pensar em formas de avaliação que façam uso da tecnologia e estudar a possibilidade de adotar metodologias ativas.

Em suma, é importante ter em mente que o marketing educacional vai além dos limites de uma propaganda convencional. É preciso compreender, de fato, quais são as necessidades dos estudantes e os objetivos da IES para que seja elaborado um projeto consistente e efetivo.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe este post nas redes sociais e aproveite para começar logo a reforçar a presença digital da sua IES.